Circuito PT Empresas 2017

JOÃO RAMOS VENCE PRO-AM NA ESTELA MESMO ANTES DO PORTUGAL MASTERS

Pouco antes de partir esta semana para o Portugal Masters, João Ramos passou pelo Estela Golf Club para vencer o segundo torneio de formato Pro-Am do Circuito PT Empresas, organizado pela PGA de Portugal, no deslumbrante campo do concelho da na Póvoa de Varzim.

O profissional do Oitavos Dunes emparceirou com os amadores Amadeu Loureiro, Luís Cunha e Manuel Lima Pinto, tendo somado 95 pontos stableford net fourball.

Pelo segundo Pro-Am consecutivo neste Circuito PT Empresas de 2017, a equipa campeã ganhou com bastante à vontade. Neste caso, com 6 pontos de vantagem sobre a formação 2ª classificada, constituída pelo profissional Alexandre Abreu e pelos amadores António Peixoto, Augusto Morais e Jorge Ferreira.

O 3.º lugar foi assegurado pelo conjunto do profissional André Carvalho, associado aos amadores Pedro Ribeiro, Carlos Neto e Arlindo Araújo, a 7 pontos dos vencedores.

O top-3 de cada Pro-Am da PGA de Portugal inserido no Circuito PT Empresas qualifica-se para a Final do Circuito PT Empresas, no Guardian Bom Sucesso Golf, no concelho de Óbidos, nos dias 28 e 29 de outubro.

No Estela Golf Club houve 18 conjuntos a participar, um número elevado. Cada equipa formada por um profissional e três amadores, sendo de destacar a presença de alguns dos mais cotados jogadores portugueses, como a tricampeã nacional, Susana Ribeiro; o vice-campeão nacional, João Carlota; Tomás Silva e Tiago Rodrigues, que têm competido este ano no Challenge Tour; Hugo Santos e Miguel Gaspar, que esta semana estarão em Vilamoura para disputarem o 11º Portugal Masters, do European Tour; e António Sobrinho, o recordista de 11 títulos de campeão nacional.

É esta a qualidade de jogadores que oferece a PGA de Portugal aos convidados do Circuito PT Empresas, havendo ainda mais uma oportunidade de apuramento para a Final.

O circuito irá agora passar pelo Clube de Golfe do Santo da Serra, na Região Autónoma da Madeira, a 23 de setembro, embora num formato diferente, por ser um evento individual e não por equipas, apurando-se 6 jogadores para a Final.

A PGA de Portugal deliberou que a Final do Circuito PT Empresas irá coincidir com o PT Empresas PGA Open, o torneio que encerra o PGA Portugal Tour, decidindo quem será o n.º1 da Ordem de Mérito 1080 Produções, ou seja, o n.º1 do circuito profissional português.

Para já, o n.º1 é Tomás Silva, que reforçou a sua posição ao vencer o Estela PGA Open, com 140 pancadas, 4 abaixo do Par, após voltas de 69 e 71. Foi a primeira vitória do jogador do Club de Golf do Estoril desde que se tornou profissional no ano passado. Tomás Silva terminou ontem o Irish Challenge no 22º lugar e esta semana competirá no Portugal Masters.

No Estela PGA Open só mais um jogador, do total de 20 participantes, conseguiu ficar abaixo do Par no final das duas voltas, António Sobrinho, com 142 (71+71), -2.

Voltando à Final do Circuito PT Empresas, a novidade é que cada profissional que participar no PT Empresas PGA Open irá jogar durante os dois dias de prova ao lado de um amador. No fundo, o mesmo formato do mais famoso Pro-Am da Europa, o Dunhill Links Championship, na Escócia, onde, por exemplo, Ricardo Santos já jogou ao lado de Luís Figo.

«Este formato irá proporcionar a todos os finalistas algo de muito diferente, a oportunidade de conviverem de perto e de competirem ao lado dos melhores jogadores nacionais, certamente uma experiência única», considerou José Correia, o presidente da PGA de Portugal.

«É com enorme agrado que vemos o Circuito PT Empresas retomar a aposta no golfe nacional. Para a PGA de Portugal é um orgulho fazer parte deste projeto como parceiro estratégico», acrescentou José Correia.

Press-Release
PGA Portugal
17 de Setembro 2017

Voltar

 


 

Sites


 






 



Revised: 18-09-2017 .